Blog de merda, onde a maior preocupação está em saber qual a melhor companhia: um copo de coca-cola ou uma xícara de café.

sábado, 29 de outubro de 2011

No mundo se acostuma

Não importa como nem quando, o certo é que se não está ficará na merda. Se tivesse que apostar nisso ao invés da mega sena estaria fadado a ser um milionário. Veja bem: hoje você tem força no grito, mas o que faz senão sentar seu traseiro frente a um PC, ou na cadeira de um bar para discutir sobre futebol, talvez sobre a porra da novela que imita o filme. Alguns vão entender isso. Como se não bastasse “a vida imitar o filme” a novela também copia, e agora TODOS COPIAM. Tem coisas que não mudam outras que não deveriam mudar, mas caiem nesse erro.

Não importa o quanto à coisa cheire mal. Você cheira e quando menos espera está acostumado com a merda, o odor com o tempo passará a ter cheiro de grandes perfumes. A merda agora é a vida e ela nunca foi outra coisa, tirando quando criança. Começou a falar... esse é o grande erro dessa sociedade estúpida, achar que após a fala tudo se consegue; tudo não. Pelo que sei não se consegue ser criança novamente.

As coisas nunca fluíram contra a natureza. O tempo passa e isso é segredo, não conte a ninguém que ele passa, negue o quanto puder isso, talvez consiga fazer uma armadura que não adiantará nada, mas terá feito.

Sendo bem feita a armadura terá efeito sim, evitará que você se renda e isso por si só é belo. Não será afetado pelas pragas que coexistem como algo normal. Nesse jogo você perde no final, mas que jogo não é assim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário